10 DICAS - Como escolher seu Coach Executivo de maneira mais assertiva.





O Coach Executivo atua, exclusivamente, apoiando empresas e profissionais com projetos e ações especificas visando o desenvolvimento profissional com o objetivo de alcançar metas de resultados previamente acordados.

Um Coach Executivo é alguém que lhe diz aquilo que você não quer ouvir, que faz você enxergar o que não quer enxergar para que você seja o que sempre quis ser.

Meu trabalho não é de pegar leve com as pessoas, meu trabalho é desafiá-las para que se tornem melhores.

Um Coach de verdade não faz “consultoria”, ele provoca um despertar (Insights) para o novo, ele dirige a conversa na direção dos objetivos e sempre atento aos detalhes, com perguntas que provocam o raciocínio num caminho totalmente novo, abrindo novas possibilidades e descobertas.

Muita gente confunde, mas há uma clara distinção entre os serviços de coaching e os de consultoria. Durante um processo de coaching, a pessoa é provocada a refletir, mas deve encontrar as respostas sozinha. Na consultoria, o profissional recebe o caminho das pedras.

Portanto, se o que você procura é mesmo um processo de coaching, fuja de profissionais que fazem aconselhamento de carreira, dizendo o que você deve fazer. Há consultores que, ao lerem um livro sobre coaching, identificam semelhanças entre ferramentas usadas em planejamento estratégico para empresas e passam a nomear os seus serviços como coaching.

Se seu Coach não te desafia ao novo, fique atento(a).

Sou responsável pelo resultado que fui contratado para ajudar a realizar, sou guardião desse objetivo!

Para fugir das armadilhas e marqueteiros digitais no momento que você precisa contar com os serviços de um profissional que realmente lhe ajudará a alcançar os objetivos, preparei uma lista para te orientar.

Lembre-se!

As águias não aprendem a voar com as galinhas!!!


Vamos lá...


1. Cheque a quilometragem do Coach.

O Coach deve ser um exemplo e ter credenciais a respeito do trabalho que oferece.

Quais as referências que credenciam o Coach que você está consultando para te ajudar a buscar os seus objetivos?

Como diversas outras profissões, é necessário ter de experiência, volume de trabalhos e de clientes. Levante com o profissional que está avaliando quantos clientes ele já teve, quantos ele tem ativos no momento, há quanto tempo atua na área e qual o volume aproximado de projetos realizados.

2. Perfil do Coach.

Verifique se esse profissional possui recomendações e reconhecimentos pelos trabalhos já entregues e pelas experiências vividas que promoveu a seus clientes. Seguramente você terá importantes benefícios se o seu Coach já tiver histórico e experiência no atendimento a perfis e contextos relativamente relacionados ao seu. Se você é um executivo sênior, por exemplo, e ele não tem grandes experiências com profissionais nessa posição, provavelmente ele não terá o “bagagem” e volume para abrir os seus caminhos e te mostrar o leque de oportunidades que melhor se enquadram com os seus objetivos e muito menos, conseguirá te mostrar um “mundo” novo para novos caminhos.

3. Profissão, cargos e experiências anteriores.

Certamente a formação do seu Coach é muito importante, mas o processo em si transcende o simples uso de técnicas. A experiência pregressa do Coach faz parte do perfil.

Se você é um executivo sênior, verifique a experiência profissional de seu coach para saber se ele já sentiu na pele os desafios, analise o nível de complexidade que o coach já viveu, seus projetos de carreira, as abrangências, níveis organizacionais que já atuou, quais empresas e importância econômica no mercado. Atuando como coach, quais foram os projetos e resultados evidenciados por seus clientes.

4. Referências.

Solicite algumas referências de quem já esteve em projetos com ele e faça contato para compreender a percepção de outras pessoas que passaram pelo processo, principalmente, sobre os resultados.

5. Histórico de resultados.

Pesquise quais resultados os assessorados acumularam, frutos desse trabalho.

Consulte as redes sociais para buscar evidências de depoimentos. Por exemplo: Linkedin, Instagram e Facebook.

6. Casos de sucesso.

Verifique se o Coach possui cases de sucesso mais expressivos e discuta com ele sobre isso. Aproveite para checar se o perfil, ritmo e estilo estão alinhados com as suas expectativas.

A palavra de ordem neste ponto é: CONGRUÊNCIA.

7. Profissionalismo.

Certifique-se a respeito das formações, cursos auxiliares e do profissionalismo do seu Coach. Não hesite em solicitar mais informações para ter a certeza de que irá trabalhar com um profissional tecnicamente preparado para ajudá-lo a avançar firmemente na direção da sua meta.

8. Metodologia de trabalho.

Peça para demonstrar passo-a-passo qual a metodologia que utiliza para o desenvolvimento dos trabalhos.

Certifique se esta metodologia está alinhada com suas expectativas e se é construtiva e evolutiva.

9. Clareza sobre o processo.

Coaches realmente qualificados serão capazes de orientar e guiar no processo. Esse processo deve incluir ajuda para definir seus principais desafios, ver de onde você está começando e para onde deseja ir. Também é essencial que eles expliquem como você aprenderá novas competências e habilidades, incluindo, o mapeamento das atitudes e como eles ajudarão você a transferir essas novidades no seu dia-a-dia em formato de perfil.

Definitivamente, não podemos confundir “só prática” com a “só teoria”, o cenário ideal é ter os dois muito bem embasados e misturados.

10. Garantia de resultados.

Pergunte para o Coach se ele garante as expectativas de sucesso e resultados acordados.

Se sim, como é feita a certificação das evidências de resultados e como embasam a garantia.

6 visualizações

A mudança que você quer está na

decisão que você não toma!

Qual é a decisão que você não quer tomar?

Para quando você precisa agilizar seus resultados?

REDES SOCIAIS
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn
CONTATO

011-94207-6103

vfberna@gmail.com

São Paulo - SP