Serão 18 horas trabalhando com as melhores e mais assertivas práticas para desenvolver as competências do perfil da liderança.

Serão muitos conceitos vivenciados e experimentados na prática através da metodologia de Coaching Executivo e Organizacional, com muitos exercícios individuais e em grupos, incluindo várias dinâmicas e jogos.

Casos reais do dia-a-dia poderão ser trabalhados para simulações e desenvolvimento de oportunidades com apresentações de resultados. 

Os resultados são evidentes, imediatos e muitas barreiras são quebradas.

Muitos conceitos serão vivenciados e experimentados na prática através da metodologia de Coaching, com muitos exercícios individuais e em grupos, através de dinâmicas e jogos.

Alguns temas que serão trabalhados:

A arte do relacionamento como gerador de resultados.

Conhecendo os Perfis Comportamentais.

Gestão do Tempo, definindo prioridades.

Alta Performance para realizar mais com menos esforço.

A Arte de dar e receber feedback para engajar.

Como influenciar positivamente.

Como garantir os resultados esperados.

A arte de engajar pessoas para um objetivo.

Algumas das Competências que serão trabalhadas e desenvolvidas:

1- Ser resiliente: saber se adaptar às mudanças, enfrentando com flexibilidade os desafios e as contrariedades;

2- Ter capacidade de ser motivado e motivar outras pessoas: o principal ingrediente da motivação é interno, mas um bom líder deve ser capaz de inspirar sua equipe a seguir na direção dos objetivos. Para isso, ele próprio deve estar confiante e querer chegar ao alvo proposto;

 

3- Dar e receber feedback:  Dar feedback é a capacidade de elogiar ou comunicar um resultado não satisfatório aos liderados, sem magoá-los – ao contrário: mostrando-lhes um caminho para seguir em frente de maneira mais produtiva. O bom líder deve, também, estar aberto a receber feedback de sua equipe, aceitando o que pode ser melhorado;

 

4- Estar comprometido: o líder precisa conhecer os objetivos organizacionais e estar comprometido com eles, sem deixar de lado as necessidades de sua equipe e os interesses dos clientes;

 

5- Ter espírito de equipe: ter bom relacionamento interpessoal e consciência de que todos precisam fazer a sua parte para que o resultado seja obtido;

 

6- Ter foco nos resultados: muitos imprevistos acontecem ao longo de um dia, mas o líder deve ter sua lista de atividades prioritárias e incentivar a equipe a atingir os resultados propostos;

 

7- Estabelecer empatia: empatia significa colocar-se no lugar do outro, entendendo suas capacidades e deficiências. É preciso estar atento à diversidade de personalidades que compõem a equipe, além de buscar a compreensão de eventuais situações difíceis que alguém pode estar enfrentando num dado momento;

 

8- Saber ouvir e saber ser ouvido: em Coaching, falamos de “escuta ativa”, isto é, não basta ouvir “com os ouvidos”, mas estar atento, prestar atenção ao que as pessoas falam. Aqui entra outro aspecto citado pelas leitoras: a comunicação. Sempre que ouvimos ou falamos para nossa equipe, é necessário que estejamos certos de que a mensagem recebida é a mesma que foi emitida;

 

9- Ter inteligência emocional: o líder deve ser capaz de entender e controlar suas emoções e impulsos, especialmente quando as coisas não saem conforme o esperado. Em momentos de dificuldades, de incertezas ou de catástrofes, o líder precisa manter a calma e transmitir confiança para a equipe;

 

10- Ser honesto: a honestidade do líder fará com que a equipe confie nele – e isso facilitará a mobilização/motivação para alcançar os objetivos organizacionais. O líder deve fazer com que haja congruência entre seu discurso e sua prática;

 

11- Saber delegar: esta é uma competência crucial para um líder, pois demonstra que ele confia e valoriza sua equipe, além de liberar mais tempo para que o próprio atue estrategicamente, em atividades que tragam resultados mais positivos;

 

12- Ensinar o que sabe: para poder delegar, muitas vezes o líder precisa ensinar o que sabe aos seus liderados. Aqueles que temem ensinar o que sabem, por medo de perderem o “poder”, estão fora dos padrões modernos de líderes bem-sucedidos.

 

13- Ousadia: Coragem para ousar fazer diferente, questionar os hábitos, a rotina e ir além.

 

14- Organização e Planejamento: Envolve influenciar as pessoas para que trabalhem num objetivo comum. Metas traçadas, responsabilidades definidas, é preciso neste momento uma competência essencial, qual seja, a de influenciar pessoas de forma que os objetivos planejados sejam alcançados. É definir o futuro, principalmente, suas metas, como serão alcançadas e quais são seus propósitos e seus objetivos, como uma ferramenta que as pessoas e as organizações usam para administrar suas relações com o futuro.

Planejar, Organizar, Liderar e Controlar

 

15- Reconhecer e Inspirar: Melhor caminho para conquistar os colaboradores e se posicionar como uma figura de referência dentro da empresa. Todos poderão se beneficiar com essas atitudes positivas.


16- Integridade e Congruência: Ser efetivamente o que diz que é. Seus hábitos e liderança irá se espelhar em sua equipe. Você nunca deve estar abaixo do limite que você definir e esperar que sua equipe execute acima.

A mudança que você quer está na

decisão que você não toma!

Qual é a decisão que você não quer tomar?

Para quando você precisa agilizar seus resultados?

REDES SOCIAIS
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn
CONTATO

011-94207-6103

vfberna@gmail.com

São Paulo - SP